Jornalismo ambiental é tema de um dos minicursos do Congresso de Iniciação Científica da UNISA

Registro do minicurso sobre jornalismo ambiental

Um dos minicursos do 24º Congresso de Iniciação Cientifica da Unisa aconteceu no início da tarde de hoje, 10/11, com o tema “Panorama da pesquisa em jornalismo ambiental no Brasil”. O minicurso, que contou com a participação de 62 congressistas, foi proferido pelo Prof. Pesquisador Reges Schwaab*, da Universidade Federal de Santa Maria-RS, e mediado pela Profa. Lourdes Silva, integrante da Comissão Organizadora do evento e uma das líderes do CISGES.

O jornalista contextualizou, a partir do campo da Comunicação, em especial do jornalismo, a emergência climática no Brasil e também no mundo. Nas últimas décadas, os efeitos climáticos têm alterado nossa alimentação, moradia, lazer e todo nosso entorno, de maneira nunca antes vista. Algo que exige uma política ambiental efetiva e que ainda não se faz presente. Do ponto de vista climático, o pesquisador alertou para o fato de que o centro do país ou do mundo não é a economia, mas os locais de emergência  que vivemos e vivenciamos.

Como lidar com a crise multifacetada do ambientalismo? Como pensamos a sustentabilidade a partir do local, isto é, de uma rede que consegue se conectar efetivamente? De que modo temos respeitado todas as expressões de vida com as quais temos tido contato? Quem tem poder de voz nesse cenário de graves impactos sociais? Estas foram algumas questões postas pelo professor e que se somaram a outras inquietudes dos congressistas.

O pesquisador concluiu sua fala dizendo que “O Brasil possui uma das legislações ambientais mais completas do mundo, embora tenhamos muito a efetivá-la”.

*Reges Schwaab* é Professor do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria, no Campus Frederico Westphalen, e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFSM.  Realizou pós-doutorado na Universidad de Antioquia, em Medellín – Colômbia, onde, atualmente, atua como professor convidado no mestrado em jornalismo. Doutor em Comunicação e Informação pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), com estágio de doutoramento na Universidade Nova de Lisboa – Portugal. Mestre pelo mesmo programa. Graduado em Jornalismo. Integra o “Resto – Laboratório de Práticas Jornalísticas” (CNPq/UFSM) e o “Grupo de Pesquisa Jornalismo Ambiental” (CNPq/UFRGS). Atua na área de Comunicação, com ênfase em jornalismo, narrativas, discurso, reportagem e jornalismo ambiental.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s