Seminário 1 – História e Sentimento com Ana Paula Vosne Martins – UFPR

Ana Paula Vosne Martins, Professora do Departamento de História, da Universidade Federal do Paraná – DH-UFPR abrirá o ciclo de seminários propostos pela Linha 1 – História e Interdisciplinaridade do CISGES/UNISA/CNPq. Em seu extenso currículo, possui graduação em História pela Universidade Federal do Paraná (1987), mestrado em História pela Universidade Federal do Paraná (1992) e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2000). Fez dois pós-doutorados: em 2004 na Casa de Oswaldo Cruz/FIOCRUZ, e em 2016 na Universidade Federal Fluminense. É professora da Universidade Federal do Paraná desde 1993, foi fundadora (1994) e coordenou o Núcleo de Estudos de Gênero da UFPR até 2015. Foi vice-diretora do Setor de Ciências Humanas e entre 2011 e 2013 coordenou o Programa de Pós-Graduação em História da UFPR. É membro da Red Iberoamericana de Investigación en História, Mujeres y Archivos (RIIHMA). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil e História Moderna, atuando como pesquisadora e orientando trabalhos sobre os seguintes temas: gênero, cultura e medicina; história das mulheres; políticas materno-infantis; gênero e saúde; escrita de mulheres; gênero, assistência e filantropia. É bolsista de produtividade do CNPq.

Como material de leitura para a participação no Seminário 1, a Profa. Ana Paula indicou dois textos que são aqui disponibilizados. A leitura verticalizará o escopo que norteia o seminário, vale dizer, pensar as relações que se estabelecem na pesquisa histórica sobre os sentimentos. As inscrições serão feitas no portal da UNISA para a emissão dos certificados. O Seminário 1 acontecerá no dia 14 de abril as 19h pela Plataforma Teams. Inscreva-se.

Um dos textos indicados se refere ao artigo publicado na Revista Anos 90 da UFRGS, em 2017, v. 24, n. 46, assim intitulado:

A política dos sentimentos e a questão social no século XIX

Ana Paula Vosne Martins

Resumo

Neste artigo propomos uma aproximação da questão social conforme ela foi definida no século XIX por filantropos e filantropas que por meio de diferentes ações e instituições procuraram responder, mesmo que de maneira pontual e mitigatória, aos problemas decorrentes do pauperismo. O objetivo é compreender as múltiplas dimensões da benevolência, seus agentes e seus desdobramentos políticos, bem como propor uma reflexão sobre as relações entre os sentimentos e a política social.

https://seer.ufrgs.br/anos90/article/view/60976

_____________________

O segundo texto refere-se ao capítulo “A Utopia Amorosa de Jules Michelet” publicado na coletânea organizada por Marion Brephol, André Mendes Capraro, Renata Senna Garraffoni intitulada “Sentimentos na História. linguagens, práticas, emoções” editada pela UFPR em 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s