EDUARDO LUPIÃO, pesquisador da linha 1, participa de entrevista da produtora de jornalismo da quebrada – “PERIFERIA EM MOVIMENTO”.

Eduardo Lupião em entrevista para a Produtora Periferia em Movimento.

A produtora entrevistou 3 homens de quebrada, que enfrentam no dia a dia as adversidades em seus corpos periféricos.
Ser homem de quebrada, segundo @periferiaemmovimento é “ter que trazer o pão pra casa, é jogar o futebol no final de semana, tomar aquela cerveja gelada no bar da esquina, isso numa masculinidade que é fechada e trazida a tempos e ensinada aos homens das periferias.”

Os entrevistados foram: Luiz Semblantes, o nosso pesquisador Eduardo Lupião e Santos Dumont.

Eduardo relatou-nos que foi chamado pra entrevista à partir do artigo MASCULINIDADE TRANS: ESTEREÓTIPOS, MACHISMO SOCIAL E CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES que foi orientado pelo Dr. Paulo Fernando.

Leia mais sobre em:
http://periferiaemmovimento.com.br/homemdequebrada/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s